terça-feira, 25 de outubro de 2011

Nível do Rio dos Sinos baixo e oxigênio dissolvido em níveis críticos

BAIXOS NÍVEIS DE OXIGÊNIO DO RIO DOS SINOS PREOCUPAM O CONSÓRCIO PRÓ-SINOS
O Consórcio Público de Saneamento Básico da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos - Pró-Sinos ALERTA sobre o grau da qualidade da água do Rio dos Sinos, tendo sido verificados níveis críticos de oxigênio dissolvido em diversos pontos da bacia. Devido a esse cenário poderá ocorrer nova mortandade de peixes.
A situação é preocupante, pois esses níveis têm sido constatados desde o dia 18 de outubro através da central de monitoramento do Pró-Sinos. As prováveis causas são o menor volume de água (nível do rio) verificado nos últimos dias, associado ao aparente aumento da carga poluidora comprovado pelas análises químicas disponibilizadas pelo Serviço Municipal de Água e Esgotos de São Leopoldo – SEMAE e por outras fontes de monitoramento.

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Divulgação Pró-Sinos: Parceria com o MP RS



Cachoeirinha, Campo Bom e Estância Velha firmam parceria com MP RS
Mais três municípios do Consórcio Público de Saneamento Básico da Bacia Hidrográfica do Rio dos Sinos (Pró-Sinos) firmaram na manhã desta segunda-feira, 10 de outubro, termos de cooperação técnica com o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul (MP RS). Os prefeitos José Waldir Dilkin (Estância Velha) e Faisal Karam (Campo Bom) acompanhados pelo diretor executivo do Pró-Sinos, Julio Dorneles, e por diversos secretários, procurados e técnicos dos municípios de Cachoeirinha, Campo Bom e Estância Velha participaram de ato presidido pelo Procurador Geral de Justiça do Estado, Dr. Eduardo de Lima Veira.  Os municípios do Consórcio Pró-Sinos serão modelos para reaplicação de suas práticas nos municípios gaúchos através do Projeto RESsanear do MP estadual. Recentemente já haviam assinado termos de cooperação os municípios de São Leopoldo e Dois Irmãos, também associados ao Pró-Sinos.
O Projeto RESsanear foi idealizado pelas Coordenadoras das áreas de Meio Ambiente, Ordenamento Urbanístico e Defesa do Consumidor, respectivamente,  dra. Marta Pacheco, dra. Josiane Camejo e dra. Têmis Limberger.

Veja as áreas dos termos de cooperação firmados entre os municípios do Pró-Sinos e o MP RS:
São Leopoldo:  cooperação na elaboração de Plano Municipal de Resíduos Sólidos
Dois Irmãos:  cooperação na elaboração de Plano Municipal de Saneamento Básico
Cachoeirinha: cooperação na política de redução de embalagens
Campo Bom: cooperação na política de logística reversa
Estância Velha: cooperação na política de logística reversa
Foto: PGJ Eduardo de Lima Veiga com  prefeitos José Waldir Dilkin (EV) e Faisal Karam (CB)


Fontes: Assessoria de Comunicação do MPRS e Consórco Pró-Sinos

domingo, 9 de outubro de 2011

Cristãos coptas enfrentam o exército do Egito

Foto: EFE/El.País.com

Este domingo está sendo marcado no Egito pelo enfrentamento entre cristãos coptas e o exército egípcio. O cristianismo copta do Egito é um dos ramos mais antigos do cristianismo, e embora conflitos existissem antes da queda de Hosni Mubarak, parece que os coptas estão reagindo a uma escalada de agressão a seus templos e praticantes que são evidentemente uma minoria ante a massa muçulmana desde a ocupação do Egito por árabes e sua consequente islamização.
Os conflitos deste domingo registraram até agora 23 mortos (sendo 4 destes soldados).  Os cristãos coptas representam 10% da população egípcia.


A Igreja Ortodoxa Copta, segundo a tradição, foi estabelecida pelo apóstolo São Marcos no Egito em meados do século I (algo próximo ao ano 60 d.C.). É uma igreja não-calcedônica, ou seja, uma igreja cristã que não está em comunhão direta com a Igreja Ortodoxa (Bizantina, Oriental) nem com a Igreja Católica Apóstólica Romana. É por assim dizer a Igreja cristã nacional do Egito. Aliás, "COPTA" é sinônimo de "egípcio, egípcia", isto é, a igreja cristã ortodoxa egípicia. A Igreja Copta é dirigida pelo seu Papa ou Patriarca Shenouda III,  Bispo de Alexandria, que a governa com auxílio do Sínodo Copta. A língua copta, preservada pela igreja copta, é a língua do Antigo Egito.

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

5 anos da mortandade de peixes no Sinos

Com nosso compromisso firme e com o efetivo engajamento do Governo do Estado através de diversas secretarias e órgãos da administração direta e indireta do Estado (incluindo CORSAN, FEPAM, Polícia Civil e Brigada Militar), chegamos aos 5 anos da mortandade de 7 de outubro de 2006 com a certeza de que vamos reverter as condições ambientais da Bacia do Rio dos Sinos. Compromisso do Pró Sinos.


Foto: Ingresso do Município de Canela/RS no Pró-Sinos/acervo próprio

Contudo, sabemos que nossa Bacia é uma bacia de alto risco em razão não somente da presença de forte carga poluidora, indústria química etc. (sempre sujeita não somente a crimes, mas a acidentes) e pela própria natureza (hidrodinâmica do Sinos) do rio que oscila muito em seu nível e vazão (situação agravada com o aumento da captação de água para a rizicultura).