segunda-feira, 29 de junho de 2009

sábado, 20 de junho de 2009

Quando a Fórmula 1 era feita de ases

Na foto acima: a Lotus 25 (1962) de Jim Clark

Já foi o tempo em que a Fórmula 1 era programa imperdível. Salvo alguns poucos esforços recentes para recuperá-la e algumas excessões de pilotos é totalmente inviabilizada pela narração do Galvão Insuportável Bueno (pede-pra-saír-pelo-amor-de-deus!!).
Pra dar uma baita saudade:



"A temporada de 1992, inicia com Mansell favorito ao campeonato, que tinha um carro muito superior ao resto. O aperfeiçoamento feito à suspensão ativa, junto ao potente motor da Renault, a Williams conseguiu fazer do FW14B um carro "imbatível". Mansell dominou a temporada literalmente, fazendo 9 vitórias, 14 poles e 8 voltas mais rápidas, ganhando seu primeiro, e único campeonato com o 2º lugar na Hungria e cinco corridas para o término do campeonato, além de 52 pontos de diferença para o vice-campeão, e seu companheiro de equipe Riccardo Patrese. Aos 39 anos e com o título conquistado, Mansell anuncia sua aposentadoria da Fórmula 1 (que acabou sendo provisória)." Fonte: wikipédia.





O piloto brilhante desde a Lótus 91, Nigel Mansell, campeão mundial de 1992 pela Williams.



Niki Lauda (tricampeão mundial, 1975-1977-1984) e Alain Prost (o "calculista" e mestre na pilotagem de fórmula 1, quatro vezes campeão: 1985, 1986, 1989, 1993).




"Andreas Nikolaus Lauda, mais conhecido como Niki Lauda, (Viena, 22 de Fevereiro 1949) é um ex-piloto de automóveis austríaco. Participou do Campeonato Mundial de Fórmula 1 entre 1971 e 1979, e entre 1982 e 1985, disputando 177 Grandes Prêmios, obtendo 25 vitórias, 24 pole positions e 24 melhores voltas, totalizando 419.5 pontos. Sagrou-se campeão mundial em 1975, 1977 e 1984. Pilotou para as equipes March, BRM, Ferrari, Brabham e McLaren." Fonte: Wikipédia.



"Posso ser tachado de herético, mas sempre suspeitei que Alain de fato tivesse uma habilidade maior. Digo isso lembrando que Ayrton ia mais ao limite do que Alain. Mas Alain nunca explorou o extremo tão consistentemente ou de maneira bem sucedida como Ayrton. Alain corria riscos calculados. Ayrton certamente examinava e então guiava, direto ao limite. Ayrton era todo coragem e pilotagem no carro. Apesar das muitas diferenças, eles também tinham semelhanças. Os dois eram pilotos muito cerebrais, grandes "pensadores". Mas as manifestações deste controle mental eram diferentes." Frank Williams sobre Prost e sua rivalidade com Ayrton Senna. Fonte: Wikipédia.




Nelson Piquet, tricampeão mundial: 1981,1983 e 1987. Quando pra ser campeão tinha que ter "braço".
Foi piloto das equipes: Ensign, McLaren, Brabham, Williams, Lotus, Benetton.
Ser campeão com uma Brabham não era pra qualquer um mesmo!!



Na foto abaixo a LOTUS 79 do inesquecível Mario Andretti (campeão de 1978:



Keke Rosberg (abaixo), o "finlandês voador", campeão mundial de 1982:







Acima, o eterno Jim Clark, campeão de 1963 e 1965 pela Lotus.
"Em sua carreira de Fórmula 1, Clark venceu 25 corridas e conseguiu 33 pole positions. Clark diferiu da atual geração de pilotos de Fórmula 1 devido a sua habilidade de guiar e vencer em todos os tipos de carro. Sua performance no Lotus Cortina em stock cars foi excelente, ele correu na Nascar americana (para a equipe Holman e Moody), lutando com os desajeitados carros esportivos da Lotus, incluindo os tipo 30 e 40 e dirigindo os carros Lotus da Indy em corridas de subida a montanha na Suíça.A Participação de Clark nessas provas suiças, que eram competições reais, foi apenas para exibição, mas dirigir um formula indy em uma "pista" totalmente inadequada e com desempenho convicente não é pouca coisa. Clark sobressaiu em uma época quando pilotar de forma absolutamente genial era mais importante que contratos comerciais e proteção ao piloto. Piloto rápido, mas ao mesmo tempo frio, sabia quando acelerar. Estrategista brilhante, se adaptava a situações adversas. Errava muito pouco, bem como sabia poupar o equipamento, que aliás gastava geralmente menos do que outros pilotos com o mesmo carro no mesmo ritmo. Ao contrário do que muitos dizem hoje, foi um brilhante acertador de carros." Fonte: Wikipédia.


E, ele, Ayrton Senna da Silva, tricampeão: 1988,1990,1991, seguramente um dos maiores pilotos da história do automobilismo mundial. Morreu no autódromo Enzo e Dino Ferrari de Ímola (Bolonha/Itália, Grande Prêmio de San Marino de 1994, dia 1º de maio). Com Nelson Piquet e Alain Prost, sem dúvida, está entre os maiores pilcotos da história da Fórmula 1. Ayrton pilotou pelas equipes: Toleman, Lotus, McLaren, Williams.




terça-feira, 16 de junho de 2009

100 jogos pelo Inter!!


Na primeira partida da final da Copa do Brasil, El Cholo - Guiñazu disputará sua centésima partida pelo Internacional (o maior e melhor do mundo, campeão de tudo, único campeão brasileiro invicto etc.).






E o Nilmar no banco da seleção do Dunga...

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Para divulgação: podar não é legal




A Secretaria de Meio Ambiente de São Leopoldo (Semmam) realizará nos dias 11, 13 e 14 de junho, uma ação de fiscalização voltada a podas e disposição irregular de lixo em via pública. A Guarda Civil Municipal e a Brigada Militar atuam em parceria com a Fiscalização Ambiental da Semmam.


Campanha contra as podas


O diretor de Proteção Ambiental da Semmam, Júlio Dorneles, alerta para a proibição das podas e adverte que não existe "época de podas". "As podas geram danos muitas vezes irreversíveis às árvores e não são recomendadas ou permitidas. Em alguns casos, previstos em lei, e após vistoria técnica, a Semmam autoriza em caráter excepcional a realização de podas por profissional devidamente capacitado", ressaltou.


AutuaçãoSegundo Dorneles, a pessoa que for flagrada realizando poda sem documento de autorização da Semmam será autuada e multada.


A multa pode variar entre R$ 80 e R$ 2.000. A poda drástica, aquela que rebaixa a copa da árvore, jamais é permitida pela Semmam.


Já o manejo das árvores em vias e logradouro públicos é tarefa exclusiva das equipes da Semmam, AES Sul, Mercúrio, Corpo de Bombeiros e Defesa Civil.
www.saoleopoldo.rs.gov.br - divulgação Semmam e Secretaria de Comunicação

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Visite o Museu Virtual do Iraque


É possível visitar o Iraque sem sair de casa.

O projeto é do Conselho Nacional de Pesquisas do Ministério dos Assuntos Extrangeiros da Itália:
http://www.virtualmuseumiraq.cnr.it/
Após uma introdução você pode visitar SALAS (Halls) da esquerda para a direita "viajando" pela história do Iraque, pela ordem cronológica: Pré-História, período Sumeriano, período Acadiano e neo-sumeriano, período babilônico, período Assírio, período Aquemênida e Selêucida, período do Império Parta (Arsácida, Pártia) e Sassânida, e, finalmente, período islâmico.
Uma amostra do museu segue abaixo:




















terça-feira, 9 de junho de 2009

Convite: Educação Ambiental

A SEMMAM São Leopoldo convida para
2ª edição do "DIÁLOGOS AMBIENTAIS"

Nesta terça-feira, dia 09 de junho de 2009, a Semmam realiza a 2ª edição do espaço "Diálogos Ambientais", aberto à Comunidade em geral.

Local: Auditório da Semedes (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Social), Centro de São Leopoldo (Rua Presidente Roosevelt esquina com Rua Marques do Herval)

Horário: 17h30min

Temática:

"DANOS CAUSADOS AO ORGANISMO HUMANO PELA POLUIÇÃO SONORA"

Palestrante: Dr. IVO ENGUEROFF

Mediador: Julio Dorneles, Diretor de Proteção Ambiental-Semmam

domingo, 7 de junho de 2009

Spinoza - extratos de filosofia

Baruch (Benedictus de) Spinoza, 1632-1677


"Àquele ou àqueles que detêm o poder público, é portanto igualmente impossível mostrar-se em estado de embriaguez ou acompanhado de prostitutas, fazer de bobos, violar ou desprezar abertamente as leis estabelecidas por eles mesmos e, apesar disso, conservar a sua majestade; isto é-lhes tão impossível como ser e ao mesmo tempo não ser."



Baruch Spinoza, Tratado político, p. 53 [Coleção Fundamentos de Direito]





Não precisa-se dizer que o primeiro-ministro italiano não só não leu Spinoza como não partilha de sua ética e nem de sua filosofia.



Seria querer demais...?



De qualquer forma, o extrato acima serve a todos que exercem mandado ou cargo público.

O melhor ensino se dá pelo exemplo.






sexta-feira, 5 de junho de 2009

A crítica à crítica educação brasileira

Má qualidade da educação 'freia' desenvolvimento do Brasil, diz a "Economist"

Revista britânica afirma que avanços do país na área da educação são 'vagarosos'.


Um artigo na edição mais recente da revista britânica The Economist traça um panorama da situação da educação no Brasil e afirma que a má qualidade das escolas, "talvez mais do que qualquer outra coisa", é o que "freia" o desenvolvimento do país. Citando os maus resultados do Brasil no Pisa (Programa Internacional de Avaliação de Alunos), realizado a cada três anos pela OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), a revista afirma que, apesar dos grandes investimentos e progressos em setores como política e economia, em termos de educação, o país está "bem abaixo de muitos outros países em desenvolvimento".

A publicação compara a situação brasileira à da Coreia do Sul, que apresenta bons resultados no Pisa. "Até a década de 1970, a Coreia do Sul era praticamente tão próspera quanto o Brasil, mas, ajudada por seu sistema escolar superior, ela saltou à frente e agora tem uma renda per capita cerca de quatro vezes maior". Sindicatos Para a revista, entre os principais motivos para a má qualidade da educação no país está o fato de muitos professores faltarem por diversas vezes às aulas e os altos índices de repetência, que estimulam a evasão escolar. Na opinião da Economist, o governo precisa investir mais na educação básica. "Assim como a Índia, o Brasil gasta muito com suas universidades ao invés de (gastar) com a alfabetização de crianças".

A publicação afirma ainda que o Brasil precisa de professores mais qualificados. "Muitos têm três ou quatro empregos diferentes e reclamam que as condições (de trabalho) são intimidadoras e os pagamentos baixos". Afirmando que, apesar da situação, os governos de Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva conseguiram avanços - embora vagarosos - no setor, a revista afirma que os sindicatos de professores "representam um grande obstáculo para melhorias". "Quase qualquer coisa que atrapalhe sua paz causa greves", afirma a publicação britânica, dizendo que o sindicato dos professores do Estado de São Paulo, por exemplo, se opôs "a uma proposta que obrigava os novos professores a fazerem testes para assegurar que são qualificados".

A Economist defende que a receita para melhorar a educação no país seria "continuar reformando o sistema escolar, enfrentar os sindicatos dos professores [????, ah tá!!] e gastar mais em educação básica". "A conquista do mundo - mesmo a amigável e sem confrontos que o Brasil busca - não virá para um país onde 45% dos chefes de famílias pobres têm menos de um ano de escolaridade"..

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Dia do Desafio e Semana do Meio Ambiente

Foto: Plantio no bairro São Cristóvão - Caravana Ambiental no Arroio Kruze, divulgação Semmam - Eduação Ambiental


Somando o Dia do Desafio e a Semana do Meio Ambiente serão seguramente mais de 2.600 mudas de espécies nativas que plantamos em nossa cidade.

PROJETO IPÊ AMARELO - Educação Ambiental


Secretaria Municipal de Meio Ambiente - Semmam - São Leopoldo - RS - Brasil
20 anos de gestão sócio-ambiental
A primeira secretaria municipal de meio ambiente do interior do Estado do Rio Grande do Sul