domingo, 18 de maio de 2008

Maio exige reflexão


Esse mês de maio exige uma parada para reflexão. Trata-se do quinto mês e estamos em rítmo acelerado. Corremos o risco de perder o foco na meta principal e negligenciar até mesmo objetivos secundários, marginais mas importantes para atingirmos aquilo a que nos propomos.

Parar para ver, beijar e abraçar a filha que fez treze anos em maio.

Parar para ter tempo de amar e deixar-se amar.

Parar para dar tempo ao tempo.

Parar para silenciar.

Acalmar-se.

Pacificar-se.

Não é possível viver com dignidade quando permitimos que a indignidade do mundo nos absorva e fiquemos a "correr atrás do vento".

Nenhum comentário: