domingo, 17 de maio de 2009

Intensificada fiscalização de podas e queimadas irregulares

São Leopoldo - Podas e queimadas de árvores e lixos em áreas públicas ou privadas estão proibidas em São Leopoldo até julho. A medida foi anunciada ontem pela Prefeitura. O objetivo é amenizar os efeitos da estiagem. Segundo o diretor de Proteção Ambiental da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (Semmam), Júlio Dorneles, haverá a partir de hoje a intensificação da fiscalização por meio de uma força-tarefa coordenada pelo Gabinete de Gestão Integrada de Segurança Pública. ‘‘Funcionários das nossas secretarias e da Guarda Municipal receberão treinamento e autorização para autuar e multar quem descumprir a lei.’’As multas poderão ser de 120 reais a R$ 6 mil. A vegetação e arborização urbana das áreas de preservação permanente e dos recursos hídricos (Rio dos Sinos, arroios e córregos) também serão fiscalizados para que não ocorra o descarte de lixo, além de entulhos irregulares nas vias públicas. ‘‘Iniciamos a força-tarefa hoje (ontem), mas já estávamos divulgando a campanha no bairro Feitoria, onde informamos de casa em casa como se deve proceder com o lixo domiciliar e extradomiciliar e sobre a nova medida que proíbe podas e queimadas’’, diz Luiz Henrique Scharlau, coordenador da fiscalização ambiental.

Matéria publicada no jornal Diário de Canoas - Grupo Editorial Sinos - São Leopoldo quinta-feira, 14 de maio de 2009 - 10h34

Nenhum comentário: