sábado, 30 de maio de 2009

poema para sábado chuvoso

Eu não tenho filosofia: tenho sentidos...
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é,
Mas porque a amo, e amo-a por isso,
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem sabe por que ama, nem o que é amar...
Amar é a eterna inocência,
E a única inocência não pensar...


Trecho de "O meu olhar", Alberto Caeiro [Fernando Pessoa]
O Guardador de Rebanhos, 1946

Nenhum comentário: