terça-feira, 3 de agosto de 2010

Lula se comove com discurso de frei Sérgio

 
por Igor Müller

igor@gazetadosul.com.br


Em um discurso que durou pouco mais de dez minutos, o coordenador nacional do Movimento dos Pequenos Agricultores (MPA), frei Sérgio Goergen, um dos anfitriões da visita de Lula a Santa Cruz, conseguiu deixar o presidente visivelmente emocionado. Goergen lembrou de uma viagem que fez como motorista de Lula na década de 1980 entre o Norte do Estado e Porto Alegre, em que eles pararam no meio da madrugada em uma lancheria e foram atendidos por um adolescente de 14 anos. “Lembro, Lula, que tu segurou o meu braço e disse: é por isso que temos que mudar o País. Esse menino tinha que estar dormindo para estudar amanhã”, relembrou Goergen.

Lula, que ouvia atentamente, ficou com os olhos marejados quando o líder do MPA acrescentou: “Pensei que aquele Lula tinha sido retorcido pelos ferros do poder, mas felizmente vejo que não, que ele está mais vivo do que nunca”. A resposta do presidente veio depois, quando ele ficou ao microfone por 28 minutos e ainda voltou ao palco para acompanhar a pequena violinista de Sinimbu. “Eu sei, frei Sérgio, que não foram poucas as vezes em que companheiros como você acharam que o governo tinha se desencaminhado, que o governo não ia conseguir construir aquilo que a gente prometia em praça pública. Nunca me queixei pelo fato de as pessoas terem dúvida”, disse.


O presidente acrescentou que “o governo aprendeu a não reclamar das pessoas que reclamam dele”. “O maior orgulho que tenho, quando deixar a Presidência, é poder andar pelos rincões deste País de cabeça erguida, sabendo e tendo a consciência de que nós fizemos, em oito anos, muito mais do que foi feito em 20 ou 30 anos neste País”, comentou Lula, admitindo que “há muita coisa por fazer”. Em seguida ele disse que “em política temos que medir sempre a correlação de força entre o que eu quero e o que eu posso fazer e com quem eu conto para fazer”. Em uma frase polêmica, que pode ser encarada pela oposição como eleitoreira, Lula frisou que “nós gostaríamos de fazer muito mais e eu espero que nos próximos anos a gente faça mais e mais rápido”.

Nenhum comentário: